Garotos também choram
___________________________________

Quem sou eu? Bem, clique aqui

Vivendo e aprendendo, chorando e superando. Crescer e esquecer o passado. Viver sem pensar no amanhã, não confiar muito nas pessoas e não se entregar tanto à um amor. Sou assim agora, desde que um certo alguém me deixou. Bonito texto, né? Pena que não é verdade, eu posso viver e aprender, chorar e superar, mas jamais esqueço o passado (não que eu lembre com exatidão de detalhes grandes eventos, mas de qualquer forma...) e, por mais que eu tente, eu nunca consigo viver sem pensar no amanhã, meu amanhã não se trata do dia seguinte e sim do ano que vem e do próximo e do próximo. Eu deveria parar com isso, mas eu não consigo. Fazer o quê? Isso faz parte de mim, faz parte do meu ser. E continuo confiando nas pessoas, claro que sou seletivo e não confio em qualquer um, mas confio e sempre me entrego à um amor e busco dar o melhor de mim da forma que sou. A vida nós ensina a sermos fortes... É... Espero que gostem do meu Tumblr. ___________________________________ Meus melhores textos aqui (CLICA!) ___________________________________ Skype/MSN: garotostambemchoram@hotmail.com ___________________________________

eumechamoantonio:

Saudade, penso em você a todo distante.


#asamy  

eumechamoantonio:

Caminhar ao seu lado já é meio caminho amado.


#asamy  
É claro que dá pra ser feliz sem você. Só é mais difícil
Soul Stripper

#asamy  
Posted 11 hours ago with 1 note

[…] Eu esbocei um sorriso… saiu uma lágrima, depois outra, tentei conter… eu pensei “Deixe sair. Afinal, é um choro de alegria.”

#asamy  
Posted 11 hours ago with 1 note

takethesetearsaway:

staypozitive:

Holding hands may seem like an innocent gesture, but they show more than a simple interlocking of fingers. Your hands are one of the most essential parts of your body: you build with them, feed with them, hold with them, touch with them, fight with them; they are the tools of the human body. To take a hold of another’s hand is to break from living individually. It is to link yourself to another being, to momentarily entwine your life with another’s, to promise, for a moment, that you need not face the world alone. More simple, more aesthetically naive than other forms of affection, i.e kissing, hugging, sexing.., the act of holding hands is often trivialized in its true implications. 


Posted 5 days ago with 1,209,652 notes
originally staypozitive


Posted 5 days ago with 50,360 notes
originally seex

eumechamoantonio:

Se não for pedir muito: não seja tão pouco.


Posted 1 week ago with 667 notes
originally eumechamoantonio

eumechamoantonio:

Eu, você e a nossa casa-
-se comigo?


#asamy  
Posted 1 week ago with 360 notes
originally eumechamoantonio

eumechamoantonio:

Ai, ai, Modernidade…
Tanta gente morando no seu celu-
-lar.


Posted 3 weeks ago with 280 notes
originally eumechamoantonio


#asamy  
Posted 1 month ago with 1 note